Home Top Ad

MC Magal - Pretinha (Letra)

Share:


"MC Magal - Pretinha (Letra)"

Pretinha brisa no meu som
É de um bairro bom e eu sou da favela
Sou meio atrapalhado de um jeito favelado
E as vezes não sei lidar com ela

Não me julgue por ser pobre favelado
Dar um tapa no baseado e teu coroa embaçar
As vezes vou até a estação
Corro pro busão e peço carona pra poder te visitar

Pretinha brisa no meu som
É de um bairro bom e eu sou da favela
Sou meio atrapalhado de um jeito favelado
E as vezes não sei lidar com ela

Não me julgue por ser pobre favelado
Dar um tapa no baseado e teu coroa embaçar
As vezes vou até a estação
Corro pro busão e peço carona pra poder te visitar

Ama quem te ama esquece quem te esqueceu
Prepara seu futuro porque seu futuro é eu
Você sabe que eu canto e colo no samba
Todo menino é rei mas toda menina que manda

Por trás estou sofrendo sabendo que te perdi
Por fora estou vivendo fingindo que te esqueci
Alimentando minha razão contendo minha emoção
Porque quando te vejo ainda acelera o coração

Pretinha brisa no meu som
É de um bairro bom e eu sou da favela
Sou meio atrapalhado de um jeito favelado
E as vezes não sei lidar com ela

Não me julgue por ser pobre favelado
Dar um tapa no baseado e teu coroa embaçar
As vezes vou até a estação
Corro pro busão e peço carona pra poder te visitar

Pretinha brisa no meu som
É de um bairro bom e eu sou da favela
Sou meio atrapalhado de um jeito favelado
E as vezes não sei lidar com ela

Não me julgue por ser pobre favelado
Dar um tapa no baseado e teu coroa embaçar
As vezes vou até a estação
Corro pro busão e peço carona pra poder te visitar

As vezes vou até a estação
Corro pro busão e peço carona pra poder te visitar

Ama quem te ama esquece quem te esqueceu
Prepara seu futuro porque seu futuro é eu
Você sabe que eu canto e colo no samba
Todo menino é rei mas toda menina que manda

Por trás estou sofrendo sabendo que te perdi
Por fora estou vivendo fingindo que te esqueci
Alimentando minha razão contendo minha emoção
Porque quando te vejo ainda acelera o coração

Pretinha brisa no meu som
É de um bairro bom e eu sou da favela
Sou meio atrapalhado de um jeito favelado
E as vezes não sei lidar com ela

Não me julgue por ser pobre favelado
Dar um tapa no baseado e teu coroa embaçar
As vezes vou até a estação
Corro pro busão e peço carona pra poder te visitar

Pretinha brisa no meu som
É de um bairro bom e eu sou da favela
Sou meio atrapalhado de um jeito favelado
E as vezes não sei lidar com ela

Não me julgue por ser pobre favelado
Dar um tapa no baseado e teu coroa embaçar
As vezes vou até a estação
Corro pro busão e peço carona pra poder te visitar

As vezes vou até a estação
Corro pro busão e peço carona pra poder te visitar

No hay comentarios.